Etiquetas

adidas (7) aldo (7) amarelos (1) aniversário (1) ano novo (2) aplicações (1) aprendam comigo (2) ar livre (16) artemis (5) avena (1) avon (1) batom (2) berska (39) bijou brigitte (5) bla bla bla (6) blogosfera (19) bonté (1) bordô (1) C&A (1) cabelo (1) calçado guimarães (22) calzedonia (1) casio (2) casting creme gloss (1) closet details (5) colgate (1) compras (34) coques (1) cosmética e beleza (12) decorações (2) dicas (14) dove (1) el corte inglés (1) em voga (4) equivalenza (1) espreitando sites (2) essence (1) estilo de rua (17) factos sobre mim (5) fapex (1) Feira do Mirtilo (1) festivais (6) flowers (1) franjas (1) friends (1) galénic (1) garnier (2) H&M (17) HTL (1) inquéritos (1) inspiration (12) intemporal (1) inverno (21) johnson´s (1) kiko (3) lefties (1) lenços (1) lifestyle (1) loreal (6) make up (4) makeup revolution (1) mango (4) marcas (1) marés vivas (2) maripaz (1) material escolar (1) meus look´s (15) midi (1) momentos caseiros (1) mother´s day (1) natal (9) natura (2) neutrogena (1) nikon (1) nivea (1) novidades (3) opticenter (2) Outfit´s (97) outono (20) padrões (1) parfois (61) party (1) Páscoa (1) passeios (8) pollié (1) prendas (1) primark (11) primavera (21) publicité (1) pull and bear (39) puma (7) receitas (1) resumo (13) rowenta (1) s-fera (6) SD&N (6) seaside (1) sfera (1) shokers (1) shop one (4) sinclô (5) skino (1) sneakers (1) springfield (9) stradivarius (32) sunset (2) Super Bock Super Rock (1) swatch (1) tags (1) tiger (1) toga (1) traje académico (1) tresemmé (1) vans (1) verão (56) vetements (1) vídeos (10) wishlist (4) worten (1) yves rocher (2) zara (45)

segunda-feira, 4 de abril de 2016

10 dicas para elaborares as tuas próprias sessões de fotos


1. Leva contigo várias ideias!
Para tudo na vida é importante existir um plano B e numa sessão fotográfica se tudo estiver a correr mal, passa à fase seguinte. Vai mudar de roupa, de acessórios e calçado, e verás que também o espírito será outro. O segredo está em não te apegares demasiado a uma ideia só, para que não percas uma bela tarde de sol só porque uma determinada roupa não te assentou bem!

2. Poses arriscadas.
Tal como tudo o que dói cura, também tudo aquilo que é arriscado pode ter os melhores resultados. Seduz a máquina e arrisca!

3. Troca o pau de selfie por um tripé.
Sim, esquece as selfies! Todas as pessoas que não entendem o mundo da fotografia limitam-se a tirar selfies. São ideais para momentos do dia-a-dia, mas não são artísticas. Um tripé é como uma terceira pessoa que podes manobrar tal como queres, para além do facto de ser ótimo não teres o braço cortado.

4. Procure sítios antigos.
São sempre aqueles com mais mistério e que conferem mais significado à foto. Mesmo quem não goste de locais antigos tem de admitir que qualquer recanto antigo destaca a beleza da pessoa, como se aquele sítio gritasse há anos pela nossa presença e, quando chegamos, somos os reis da foto!

5. Tira as fotos sozinha.
Sim, sem plateia conseguirás ser realmente tu própria. O que serve para a vida também serve para a fotografia.

6. Para as fotos black and white.
Um estilo minimalista e pormenorizado é aquilo que sugiro para as fotos a preto e branco. Fotos simples como um perfil em fundo escuro, uma silhueta ao pé de uma janela iluminada, as rugas da cara de um idoso, são tudo sugestões de fotos que irão certamente ganhar um toque clássico com o efeito a preto e branco.

7. Para as fotos com animais.
Estas são as mais difíceis de concretizar, dado que a foto não depende só de nós, mas quando resultam bem, são um estrondo! É importante conhecer o bichinho e transmitir-lhe confiança, sem nunca demonstrar medo. Não te esforces por perceber aquilo que tens de fazer para que ele te obedeça ou para que simplesmente se mantenha quieto. Esforça-te todos os segundos por ficar bem na foto, porque enquanto tu poderás estar sempre bem, o animal terá essa sorte em poucos segundos, por isso garante que, pelo menos tu, não vais ser imprevisível. Precisas de ser paciente porque só conseguirás a dita foto por tentativa e erro!  

8. Não mostres demasiado a pele.
Não reveles aquilo que tem tudo para ser um mistério. E tal como todos os mistérios, quando desvendados perdem a graça e passam a ser triviais.

9. Cerca-te de natureza.
Principalmente para quem quer começar e sabe que a vergonha é um obstáculo, penso que a natureza nos dá a estabilidade e a liberdade de que precisamos! Além disso, há centenas de cores, de cheiros, de pétalas bonitas, e tudo isso serve de inspiração.

10. Adapta-te às situações.
Usa a falta de luz ou o vento a teu favor. Se a luz não estiver como pretendes podes sempre optar por fotos com sombras, que é precisamente quando mais facilmente resultam bem as poses rebuscadas. Se o vento também não ajudar, não o contraries e faz tudo na sua direção. Lança o cabelo, finge que danças, e tudo será mais fluido e propositado. Podes jogar com os contratempos e criar um tema para a sessão que nem sequer esperavas. Às vezes as melhores sessões são as mais inesperadas!

Sem comentários:

Enviar um comentário